Desvendando o segredo por trás da IA Generativa

Inteligência Artificial

Uso de técnicas e programas que permitem que os computadores imitem a inteligência humana em como se mover, falar, ver, escutar e tomar decisões, tudo isso usando lógica, regras ou aprendizado de máquina.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Aprendizado de Máquina

Capacidade que as máquinas ou os sistemas têm de aprender e melhorar por si mesmas através de dados com o passar do tempo. O aprendizado se dá através do treinamento de algoritmos que utilizam esses dados.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Aprendizado Profundo

Sub-área do aprendizado de máquina composta por algoritmos que imitam como o cérebro humano aprendem e processam grandes volumes de informações.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Estima-se que o cérebro humano tenha cerca de 100 bilhões de neurônios e eles estão conectados fazendo SINAPSES o tempo todo. Redes neurais geralmente aprendem através de regras definidas ou dados rotulados com exemplos definidos.

Por exemplo, você pode dar como input imagens de cães e gatos já rotuladas, o algoritmo aprende através dos exemplos e quando você dá como input novas figuras para o algoritmo ele utiliza o modelo estatístico para gerar um output que seria a nova imagem classificada em cão ou gato.

Inteligência Artificial Generativa

É um tipo de IA que cria conteúdo novo baseado no que ele aprendeu, a partir de conteúdo já existente. O processo de aprendizado a partir do conteúdo já existente é chamado de treinamento e o resultado é a criação de um modelo estatístico.

Quando uma requisição acontece via prompting em alguma aplicação, a GAI (generative AI) usa o modelo estatístico para predizer qual seria a provável resposta – e essa resposta pode vir em diferentes formatos (texto, imagem, código, animação/vídeo, áudio).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Por exemplo, através de bilhões de imagens de cães disponíveis na internet e usadas no treinamento de algoritmos de deep learning, você pode requisitar através de algum prompt de alguma aplicação na forma de texto: “gere uma imagem de um cão correndo na lua” e ter como output uma imagem completamente diferente das bilhões que foram usadas como input durante o treinamento do modelo.

Temos vários formatos de requisição de entrada (input) sobre o que queremos e várias formas de saída (output) do conteúdo criado.

Exemplo:

Texto – para – Texto

Texto – para – Código

Código – para – texto

Texto- para – Imagem

Imagem – para – texto

Texto – para – Vídeo/Animação

Áudio – para – texto

Texto – para – Áudio

Quer saber mais sobre a IA Generativa?

Compartilhe esse post ou deixe um comentário abaixo com suas perguntas e curiosidades!

Não perca os novos artigos do Blog da goFlux

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

R. dos Pinheiros, 498. 4º andar Pinheiros. São Paulo – SP. CEP: 05422-001.

© 2023 goFlux

Download Nulled WordPress Themes

engage

Get the coolest tips and tricks today

This ebook will change everything you ever thought about relationships and attachment. Find the secret to connecting better and faster